Moda

Royal Wedding: O Vestido de Noiva de Meghan Markle

maio 24, 2018 Por Ju Schmidt

Donas de uma estética atemporal, simples e elegante Clare Waight Keller e Meghan Markle se encontraram.

A designer britânica, antes Chloé e agora Givenchy, assumiu a maison francesa com o intuito de relembrar o legado de seu criador Hubert de Givenchy.

A CRIAÇÃO

A escolha que pegou todos de surpresa, na verdade faz muito sentido, juntas elas criaram o conceito do vestido, que apesar de parecer simples traz muito do estilo moderno e minimalista da noiva.

De decote canoa, com brilho opaco e com seis costuras estruturais, o vestido traz simbolismos discretos que tem tudo haver com a imagem de Meghan Markle.

AS REFERÊNCIAS

O modelo foi inspirado no da primeira noiva negra da monarquia ocidental, Angela de Liechtenstein.

Apesar de parecer um modelo simples, o processo de criação e confecção demorou um total de 3600 horas, isso porque de acordo com Claire, Meghan é uma noiva super decidida e que já chegou para conversar com ela com um modelo em mente, imagine se não fosse.

“Ela é tão autêntica, calorosa e radiante, ela estava iluminada”, conta a estilista. “E ela é uma mulher forte, que sabe o que quer. De verdade, foi uma alegria trabalhar com ela.”

E, por se tratar do ateliê de alta-costura de uma das maiores grifes do mundo, todo o processo de confecção foi meticuloso, tanto que toda a equipe de Clare tinha que lavar as mãos a cada meia hora para tocar na peça.

O véu de tule tem cinco metros e nele há 53 flores bordadas em 3D, em referências à organização intergovernamental Commonwealth, composta por países que integravam o Império Britânico, novo foco do trabalho voluntário dos noivos.

Por isso, a estilista Clare estudou a flora nativa dos 53 países desta comunidade e criou, à partir de diferentes tipos de flores, bordados em fios de seda e organza para enfeitar todo o barrado, entre elas a flor wintersweet (que cresce nos jardins de Kensington) e california poppy, típica do estado de Califórnia, onde Meghan nasceu.

A ideia dos pajens ficarem responsáveis por levantar o véu, foi de Meghan.

OS DETALHES

A tiara usada por Meghan – item obrigatório para a noiva num casamento real – é emprestada da rainha Mary, avó da rainha Elizabeth II. A peça tem nada mais, nada menos que 100 diamantes e foi feita em 1932, o broche que se encaixa a ela data do ano de 1893.

O buquê de flores foi elaborado pela florista Philippa Craddock e inclui algumas flores do jardim privado do Palácio de Kensington, que agora abrigará Meghan. O buquê carregado pela duquesa de Sussex contou com flores colhidas pelo próprio noivo, incluindo as flores favoritas da princesa Diana, miosótis.

 

Apesar de muitos terem questionado a simplicidade do vestido de Meghan cada um desses detalhes e de suas escolhas revelam muito sobre ela e parecem ter agradado o noivo.

“O príncipe Harry ficou absolutamente maravilhado. Depois, ele veio em minha direção e me disse ‘meu Deus, obrigado. Ela está deslumbrante”, declarou Clare Waight Keller ao jornal The Sun.

 

PRÍNCIPE GEORGE

Outra curiosidade sobre o casamento, que no entanto não tem haver com a noiva, é que foi na cerimônia que o Príncipe George vestiu calças pela primeira vez.

George normalmente usa calções em público, sendo que a vestimenta faz parte de uma tradição antiga associada aos membros da realeza britânica.

O especialista em etiqueta William Hanson já tinha explicado à revista Harper’s Bazaar o motivo para tal: “É algo muito inglês vestir calções aos meninos. As calças são para rapazes e homens mais velhos, vestir calções nas crianças mais novas é um código de vestuário relacionado com a classe social em Inglaterra”. De acordo com estas regras, só a partir dos oito anos é que os rapazes começam a vestir calças em ocasiões públicas.

Mas para um cerimônia tão importante como o casamento do tio abriu-se uma excessão a regra.

A RECEPÇÃO

Além do vestido de noiva, Meghan Markle escolheu um vestido assinado por Stella McCartney, conhecida por suas coleções de viés sustentável, para a recepção oferecida pelo príncipe Charles em Frogmore. Com gola alta e sem mangas, a peça foi ornada pela atriz com sapatos de salto com sola azul e o anel da mesma cor de água-marinha que era da princesa Diana. A joia foi usava pela mãe de William e Harry em duas ocasiões: em 1996, durante visita a Sidney, na Austrália, e no ano seguinte, durante um leilão de vestidos.

Para mim as escolhas de Meghan refletiram seu estilo e foram bastante condizentes com sua personalidade e com aquilo que ela acredita. Ainda vamos ouvir falar muito do estilo minimalista e atemporal da noiva.

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »