Moda

VISÃO SOBRE A MODA – VLADIMIR KOSCINA

julho 31, 2014 Por Camile Arndt

Oiiii pessoas!!!!!

Hoje quero dividir com vocês um artigo de um amigo meu – Vladimir Koscina –  sobre a visão que ele tem da moda em Londres. Achei muito interessante, justamente porque é uma visão diferente da minha:

Aqui em Londres cada um se veste de qualquer jeito. Será mesmo?

Esta frase é muito comum e você ira ouvir de muita gente que já visitou Londres. E porque isso chama tanto a atenção, principalmente dos brasileiros? E será que e realmente isso que acontece?

Neste post irei esclarecer este assunto e você irá começar a observar que nem sempre a impressão  visual que temos esta de acordo com a realidade.

Antes que algum especialista da moda me faça comentários sobre o que irei escrever aqui quero deixar claro que não sou um expert no assunto e nem sou um fanático da moda.  Porém, gosto de me vestir com roupas que combinam com a ocasião e principalmente tem a ver com meu jeito de ser e estilo de vida.  Como eu observo vários aspectos da vida nesta cidade eu não poderia deixar de notar nas ruas a maneira como se as pessoas se vestem. E me tornei muito preciso em detectar a nacionalidade das pessoas pela maneira de se vestirem. Consigo reconhecer  brasileiros, italianos, franceses, russos, poloneses, alemães e ingleses de longe. Acho que o mais fácil para mim ainda são os brasileiros e já direi o por que.

Então vamos tentar entender  porque os brasileiros acham que cada um se veste de qualquer jeito?

Em primeiro lugar. A referencia que todo brasileiro tem e de seu pais. Da maneira como se vestem na  sua região ,cidade e ate bairro. Quanto menor for a cidade, certamente  menor sera a diversidade na maneira de se vestir e de se expressar. Se eu tomar como exemplo Porto Alegre, usando uma generalização para poder explicar o fenômeno, diria que existem dois grupos predominantes na cidade. Aqueles que são os chamados mauricinhos, vestidos da cabeça aos pês com suas  roupas de grife e os alternativos, com um estilo mais  despojado e criativo. Existem aqueles que oscilam entre os dois de acordo com a ocasião, mas isso já faz parte de outro tema. O que eu quero mostrar que e fácil distinguir pela maneira de se vestir quais o  locais de diversão que o primeiro  e o segundo grupo frequentam, quais as carreiras mais comuns entre eles,  em que lojas compram, onde comem e que valores em geral eles possuem. Volto a destacar que  estamos generalizando com o proposito de mostrar a grande diferença que temos aqui em Londres.

Observe agora que em muitos lugares do Brasil a mesma coisa acontece em proporções menores ou maiores. Porem, se formos considerar o Brasil como um todo, e pela experiencia que tive conhecendo praticamente todas as capitais, posso assegurar que existe uma moda quase que generalizada no Brasil e seja em  São Paulo, Curitiba , Brasilia ou Porto Alegre haverá um padrão muito semelhante na maneira de vestir das classes altas, medias e baixas e dentro de diferentes estilos de vida (pessoas mais ligadas ao esporte, ao cinema, a publicidade, as finanças, etc.).

Quando os brasileiros chegam em Londres e logo que entram no metro pela primeira vez se deparam com a enorme diversidade de estilos eles logo concluem: acho que aqui cada um veste o que quer. Ninguém nem me olha e nem olha o vizinho. O que e mais interessante notar e que muitos que ja vivem aqui ha muito tempo continuam a pensar que cada um anda como quer. E ainda dizem que os ingleses se vestem de qualquer jeito.  Isso e falta de observação ou ate de interesse em entender este fenômeno . Posso dizer que esta  afirmação esta parcialmente certa, não totalmente . Qual o equivoco nela?  ninguém se incomoda com o que você veste, isso  e um fato já que você  não sente a pressão social que se sente no Brasil ,onde  e preciso  estar sempre lindo e maravilhoso ate para ir  a um simples shopping center ou um restaurante, senão corre o risco de ser mal atendido. Não, isso aqui simplesmente não existe, salvo em casos como tentar entrar de tênis em clubes privados e certas casas noturnas, onde  e certo que sera barrado, pois neste caso estas casas tem código de vestimenta. Contudo, as pessoas seguem sim uma moda, mas nem sempre tao polarizada. Mas ela é visível e bem forte.

Vejamos então, qual a população de Londres? Cerca de 9 milhões. Deste população toda, quantos países estão representados aqui? mais de 200. Dessa população toda, quantos são turistas? milhares. Quantos são realmente ingleses? dizem que 40% apenas são ingleses e isso já diz muito. Quando você esta na rua e começa a notar os grupos de pessoas que passam, ira ver que muitos são turistas de centenas de países e cada um com seu estilo próprio,  muitos são locais, porem de origem de  outros países, muitos são ingleses do interior e muitos são ingleses de Londres. São tantas as diferenças que e impossível existir apenas algumas maneiras  de se vestir. Ao contrario, e tanta diversidade e riqueza de culturas que  esta mistura acaba confundindo a percepção das pessoas e elas esquecem que neste emaranhado todo muitos grupos e culturas estão sendo representadas, e com sua própria moda.

Ha cada nova estação a fácil identificar como os ingleses em geral irão se vestir, mesmo que a moda seja usar calca justa, haverá dezenas de  variações de cores, se a moda for sapato de cano longo, haverá todos os modelos possíveis e ,se for usar cachecol, este poderá  ter desde as cores básicas e tons de cinza ate as chamativas, como rosa pink e verde fosforescente.

Não há dúvidas de que a maneira de se vestir aqui e muito mais rica do que no Brasil. Homens e mulheres, independente da idade e classe social arriscam mais. Misturam muito mais , usam mais acessórios como lenços e chapéus,  e mesmo que as vezes a combinação não seja a ideal, eles não tem medo de ousar e nem de serem criticados .Percebo que na cultura inglesa existem dois grupos : os dos que querem buscar a diferenciação a todo custo, usando  as roupas mais ecentricas e exóticas possíveis e os que usam roupas de qualidade, mas sempre  buscando se igualar ao seu grupo,  passando desapercebido (observe as roupas sempre nos mesmos tons que  vestem os executivos da City e Canary Wharf ).

Essa enorme variedade de culturas vivendo juntas e as particularidades de cada uma e que dão esta falsa impressão de que não existe uma moda em Londres e que cada um usa o que quer. O que ocorre, na realidade ,e que  cada grupo cultural, cada camada social tem seu estilo de vestir , e estes se comunicam através dela, e digamos ate, se fazem aceitar ou não através destes códigos. Essa explosão e riqueza de estilos que vemos em Londres e quase incomparável.

Quando falei que os brasileiros eram fáceis de serem reconhecidos e porque desde que eu vivo aqui, já ha mais de cinco anos, sempre notei que homens e mulheres ainda usam calca jeans com  tênis Nike Shock. Não sei porque adotam esse estilo, mas creio que porque usar tênis Nike no Brasil e ainda algo caro, e pela facilidade que é aqui comprar artigos esportivos de marca , eles acabam aproveitando para satisfazer essa necessidade ou ate carência . Você não ira ver muitos ingleses, franceses, ou italianos  usando tênis Nike a não ser para pratica esportiva. Eles também  usam tênis Nike, mas modelos mais fashion ou outros marcas locais.  As calças, por exemplo,  este ano estão vindo todas Skinny (super apertada) e posso dizer que quase todos estão usando. Não existe tanta resistência para mudar radicalmente de estilo de vestir. No Brasil, as pessoas são muito mais conservadoras para mudarem seus hábitos. Me refiro a uma maioria. Tenho visto muitos executivos aqui  que passam toda semana de terno e gravata e fim de semana colocam sua calca skinny verde ou vermelha dobrada ate a canela ( moda dos anos 50) .

Para sua curiosidade, não temos prestação aqui para comprar roupas. A cada ano eu jogo fora todas as minhas roupas (na verdade eu faco doação para países da Africa) e compro tudo novo . Se você pensa que sou rico, eu explico que aqui a roupa e algo muito acessível. Mas muito mesmo. Nem tente achar paralelo de comparação com o Brasil que e surreal. O preço que vocês pagam por vestuário e para rico. Pagar  mais de 300 reais (90 libras) por um jeans que e quase metade de um salario mínimo no Brasil e inconcebível para nos. Se  uma calca jeans aqui custasse a metade do nosso salario minimo e alguém comprasse seria considerado doente ou muito rico mesmo. Não e comum aqui alguém comprometer seus ganhos comprando roupas. Ate deve existir alguns doidos que façam isso, mas e a exceção. Acho que a maior diferença que se faz notar na nossa vida aqui e a ausência dessa pressão social pela moda. Como expliquei acima, as pessoas se vestem de acordo com seu estilo e muitos pelo seu grupo, mas você encontrara muitas e muitas vezes estes grupos se misturando e sendo vistos nos mesmos locais.  Não e incomum você ver alguém de roupa de ginastica sentado num pub da city onde a maioria esta predominante mente vestida de terno e gravata e ninguém sequer nota sua presença. Poderia citar inúmeras situações que eu já presenciei dessas diferenças de estilo de pessoas frequentando os mesmos locais e isso e simplesmente incrível e assim deveria ser, pois esta fusão  gera uma grande riqueza cultural e creio que esta ai um dos fatores que permite que floresça tanta criatividade num só lugar.

Espero que você tenha compreendido melhor porque muitos se apressam em já afirmar que cada um anda como quer em Londres. Se fosse assim, Londres não seria uma das capitais mundiais da moda e onde muitos designers se inspirariam apenas observando as pessoas passeando nas ruas.

(http://viverlondres.blogspot.co.uk/2012/10/aqui-em-londres-cada-um-se-veste-de.html)

Gostaram???? Beijos!!! Fuiii!!!!

Moda

INSTITUTO MARANGONI

julho 30, 2014 Por Camile Arndt

Oiii Pessoas!!!

Hoje fui visitar o INSTITUTO MARANGONI, uma das mais reconhecidas e respeitadas escolas de moda do mundo.

Como pretendo fazer um mestrado ano que vem, estou analisando as escolas e os cursos e hoje foi a vez do Marangoni.

E a primeira surpresa que tive é que a escola fica no número 30 da Fashion Street, muito show né? Não existe rua mais perfeita para eles estarem. 🙂

 o-vestido-da-rainha-instituto-marangoni

o-vestido-da-rainha-instituto-marangoni1

o-vestido-da-rainha-instituto-marangoni2

Um curso que me interessou bastante é um curso curto – Mídia Sociais na Moda (tradução ao pé da letra), que aconteceu em janeiro aqui em Londres e ainda não tem o próximo planejado. Espero que tenha logo, porque pela descrição, esse curso é fantástico!

Que sonho poder estudar aqui! Mas hoje consigo perceber que meus sonhos estão muito próximos de se realizarem! Demais não? E quero compartilhar tudo aqui com vocês, sempre com o maior carinho!

Beijos!!! Fui!!!

Moda

FAST FASHION: BERSHKA

julho 29, 2014 Por Camile Arndt

Oiii pessoas!!!

Como vocês sabem, estou morando aqui em Londres desde dezembro de 2013, e não tive a oportunidade de conhecer todas as lojas cool que tem pela cidade.

Nesse final de semana, consegui um tempinho de ir no shopping e pela primeira vez entrei na BERSHKA.

A marca faz parte do grupo Inditex, da qual pertence a Zara. E me surpreendi muito com o que vi. Loja super descolada, no estilo rock anos 80, muitas camisetas lindas e divertidas, blazers coloridos, jaquetas de couro e muito mais.

o-vestido-da-rainha-bershka o-vestido-da-rainha-bershka1 o-vestido-da-rainha-bershka2

E o melhor de tudo, o preço camarada! Xonei num blazer laranjado e custava apenas 25 rainhas!

Não to podendo gastar muito, mas quando tiver precisando de umas roupinhas novas, com certeza a Bershka é destino certo!

Beijosss!!! Fuii!!

Camile pelo Mundo, Dicas de Londres, Turismo

DIVERSÃO – VICTORIA STATION

julho 29, 2014 Por Camile Arndt

Bom dia!!

A parte mais divertida do meu dia aqui em Londres é quando desço na Victoria Station (trabalho a 1 quadra da estação) e vejo aquele mundo de gente dos mais variados estilos.

Tem sári, burca, cores, cabelo verde, sapato, formas, Havaianas (simmm, tem muita Havaiana aqui), é uma loucura! Fico só analisando o vai e vem de pessoas apressadas, perdidas, felizes.

o-vestido-da-rainha-victoria-station

Quero ver se consigo fazer um vídeo pra mostrar pra vocês a diversidade que existe por aqui! Estou com uma ideia bacana na cabeça, quero colocar em prática logo!

Beijos!!! Fuiii!!

Camile pelo Mundo, Dicas de Londres, Turismo

VICTORIA AND ALBERT MUSEUM

julho 28, 2014 Por Camile Arndt

Oiiii pessoas!!!

Ontem fez um dia lindo aqui em Londres e aproveitei para passear com a família. Minha sobrinha de 9 anos é meu orgulho, adora arte, música clássica e museus, vai ser minha parceira para mostrar as belíssimas atrações da cidade.

E fomos ao Victoria and Albert Museum, ou mais conhecido como V&A. Sempre tem exposições de moda, além de ter uma arquitetura incrível.

o-vestido-da-rainha-vea o-vestido-da-rainha-vea1 o-vestido-da-rainha-vea2 o-vestido-da-rainha-vea3 o-vestido-da-rainha-vea4 o-vestido-da-rainha-vea5 o-vestido-da-rainha-vea6 o-vestido-da-rainha-vea7 o-vestido-da-rainha-vea8

A entrada é free, e hoje vou falar apenas da exposição que conta a história da moda. Com vestidos de 1600, passando pelo New Look de Dior, pela mini-saia de Mary Quant a um belíssimo look Chanel, a exposição conta através de peças do vestuário, toda história da moda no mundo.

Além dessa, ontem terminou uma exposição sobre o glamour da moda italiana, que infelizmente não deu tempo de ver. E tem outra que com certeza vou voltar lá e depois dividir aqui com vocês que é sobre vestidos de noivas.

As fotos não estão 100% porque ainda não conquistei minha máquina profissional, mas está bem perto de acontecer. Então aguardem!

Beijos!!! Fuii!!!

1 75 76 77 78 79 81
Translate »