Moda

O Figurino Emblemático do Filme Bohemian Rhapsody

novembro 12, 2018 Por Ju Schmidt

Apesar de Freddie Mercury ter nos deixado há quase 30 anos sua imagem segue viva na memória de muita gente, o que deu ao figurinista Julian Day (Rush: No Limite da Emoção) um desafio e tanto em Bohemian RhapsodyPara o longa biográfico sobre uma das bandas mais famosas da história, o Queen, ele teve que mergulhar em pesquisas e acervos históricos.

Para reconstruir os looks icônicos do cantor e de seus parceiros Brian May, Roger Taylor e John Deacon, o figurinista mergulhou nos arquivos da banda, pegou peças emprestadas do próprio Brian May e foi atrás das marcas originais que Mercury usava para reconstruir algumas das peças mais importantes.

ZANDRA RODHES

Além de peças garimpadas com histórias curiosas, como uma jaqueta branca que supostamente foi achada no flat de Jimmy Hendrix quando ele morreu, Day recriou diversas peças como a icônica blusa drapeada com mangas de morcego usada por Mercury em um show em 1984.

“Freddie visitou o estúdio da estilista Zandra Rhodes e a viu fazendo um vestido de noiva. Ele disse que gostaria da parte de cima, ela cortou e deu para ele”, contou o figurinista ao Hollywood Reporter. “Eu fui até Zandra e pedi para ela reproduzir exatamente a mesma peça em um tecido mais claro.”

LIVE AID

Em Bohemian Rhapsody o figurino é essencial para a transformação do ator Rami Malek em Freddie Mercury. A cena mais marcante do filme, a apresentação no Live Aid de 1995, cena que começa e termina o filme, o figurinista queria reproduzir o look exato, para isso contatou a Wrangler e a Adidas, que refizeram o jeans e o tênis usados pelo cantor na apresentação original, ele também descobriu a loja onde Freddie comprou o cinto e o bracelete de tachas. Mesmo assim, no dia da gravação da cena, Malek achou que o decote da regata deveria ser meio centímetro mais baixo, demonstrando que cada detalhe conta.

VINTAGE IS THE NEW BLACK

É claro que não poderiam faltar os gloriosos jumpsuits de spandex, adorados por Mercury. Day recriou o body que foi vendido em um leilão em 2012 por £ 22 mil, em um trabalho primoroso onde cada micro diamante tinha que ser cortado e costurado. Só para essa peça, foram necessárias 30 provas de roupa.

Mary Austin o primeiro amor de Freddie Mercury foi também sua grande influencia em relação à moda. Super estilosa, ela trabalhava na loja Biba, uma das mais famosas butiques de moda feminina dos anos 60 e 70 em Londres, e foi a responsável por introduzí-lo ao estilo excêntrico de blazers e calças de veludo, blusas inspiradas nos anos 30 e peles.

Um figurino notável que coroou a atuação brilhante de Rami Malek. Para os aficcionados por vintage, como eu, que ainda não viram o filme sugiro correr para a sala de cinema mais próxima.

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »