Moda

NYFW Outono/Inverno 2018: Os Destaques da Temporada

fevereiro 19, 2018 Por Ju Schmidt

Abrindo a temporada de inverno, a New York Fashion Week (que aconteceu entre os dias 8 e 16 de fevereiro) levou novos shapes para a passarela e retomou referências do passado, além de ter marcado a despedida de Carolina Herrera do posto de estilista de sua marca e de Jason Wu da Hugo Boss.

Com fortes referências as décadas de 80 e 90 a semana de moda de Nova York apostou no empoderamento feminino e questionou o governo através do sonho americano reimaginando pela coleção futurista apocalíptica da Calvin Klein.

Confira as coleções mais marcantes da semana de moda nova-iorquina:

CALVIN KLEIN

O terceiro desfile de Raf Simons pra Calvin Klein encontrou nas questões políticas do País sua força. Questionando o sonho americano a marca criou um retrato distópico da população americana. Em uma coleção libertária vista como um grito político, o corpo foi remodelado e escondido sobre as grandes formas de peças oversized, sobreposições e maxicasacos que contrastavam com cortes acinturados e cores vibrantes.

MARC JACOBS

Com mood oitentista, Marc Jacobs retoma as modelagens oversized em um visual dramático e misterioso que tem tudo haver com a mulher empoderada da atualidade, com cores fortes colorindo inclusive o cabelo das modelos, a marca propôs uma nova representação do corpo feminino mais coberto e com volumes inesperados. Tendências dos anos 80 como ombreiras, mangas e golas bufantes e a androginia voltaram com tudo no outono/inverno 2018 da marca.

CAROLINA HERRERA

Em seu último desfile como estilista da marca após 37 anos, Carolina Herrera, que ainda vai continuar na CH como embaixadora global, apresentou uma coleção nostálgica que relembra sua tragetória no comando da marca, mas que é inovadora ao misturar o clássico com novidades como as peças tridimensionais, o animal print colorido e as plumas. Agora, quem vai assumir a direção criativa é Wes Gordon, estilista que já trabalha como consultor da CH há quase um ano.

JEREMY SCOTT

Em sua estréia na NYFW Jeremy Scott trouxe para a passarela uma coleção ready-to-wear quase intergaláctica, com muitos materiais metalizados e cores fluorescentes que se misturam a referências aos anos 80 e 90. Os destaques foram os acessórios e a beleza do desfile, com as moon boots, versão ultramoderna das botas metálicas do desfile de Andre Courrèges dos anos 60, e perucas coloridas que fazem referência aos filmes de ficção científica.

CHRISTIAN SIRIANO

Comemorando o 10º aniversário nas passarelas de Nova York, Christian Siriano mais uma vez levou a diversidade para a passarela, com um desfile outono/inverno elegante, o designer apostou na sensualidade feminina e abusou das fendas e decotes profundos em produções ousadas e de cores fortes.

“Eu nunca procurei dizer ‘oh, tenho que vestir todos esses tipos diferentes de pessoas’. Diferentes tipos de pessoas queriam usar roupas, e eu estava tão feliz em vesti-las… Não me importo com mais nada”, afirmou o estilista”.

 

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »