Turismo

Moda pelo Mundo: Bruges, Bélgica

junho 11, 2017 Por Camile Arndt

o Moda pelo Mundo de hoje é sem dúvida, a partir de então, uma das minhas cidades favoritas na Europa – Bruges, na Bélgica! Já vou avisando que vou ser repetitiva nesse post, principalmente no uso de adjetivos positivos para descrever todas as belezas dessa cidade medieval incrível!

Estive em Bruges, no oeste da Bélgica a algumas semanas atrás, passei 2 dias por lá com a minha familia e fomos de carro, saindo de Londres. Gente, não é longe!!! Sem falar nas paisagens que encontramos pelo caminho, que viagem linda!!!

Dia 1: Londres a Bruges

Saímos de Londres na quinta-feira bem cedinho, fomos até a costa leste da Inglaterra, em Dover, e pegamos o ferry boat (demora 1 hora e meia, mais ou menos) para atravessar para Calais, na França. De lá, fomos subindo a costa oeste até chegar em Bruges. A viagem de porta a porta deu em torno de 4 horas e meia.

Chegamos em Bruges, deixamos as coisas no apartamento que alugamos no Airbnb (depois conto com mais detalhes) e fomos almoçar na beira do mar, num restaurante super antigo (desde 1905) e ótimo reviews – T Werftje. Ali já pude comprovar a fama das cervejas belgas com apetitosos croquetes.

Cerveja e Croquete Belgas = cara de felicidade!

Depois do almoço delicioso, fomos passear pelas praias da região, o dia estava lindo, apesar de estar ventando bastante, mas deu pra molhar o pé e tomar um sorvete. A praia escolhida foi Blankenberge, tem uma faixa de areia enorme, com muuuuitos barzinhos por toda a orla. E uma coisa bem interessante, é que as cadeiras são viradas para a avenida e não para a praia (minha irmã disse que é por causa do vento – pensa só na ventania então).

O nosso apartamento não fica em Bruges, fica numa cidadezinha do lado. Então depois da praia fomos conhecer Bruges e suas maravilhas gastronômicas. Provamos o famoso prato de mexilhões com fritas bem na praça central, e claro, provamos mais cervejas belgas 🙂

Dia 2: Bruges

No segundo dia é que realmente pudemos conhecer a cidade. Fomos cedinho para Bruges e já começamos o dia fazendo o passeio de barco pelos canais que cortam a cidade. Mais um dia lindo, cheio de turistas, mas mesmo assim, com muita paz e tranquilidade.

Que passeio lindo! Gente se vocês tem planos de vir para a Europa, seguem o conselho da Tia Camile e coloquem Bélgica no roteiro. Eu tenho certeza absoluta que vocês não vão se arrepender.

Depois do barco, fomos caminhar pelas ruas charmosas do centro. Bruges não é uma cidade grande, então aproveite para caminhar e descobrir cada lugarzinho da cidade. A opção de pedalar também é muito usada por lá. Em cada rua você consegue encontrar muita beleza, cerveja, chocolate e os waffles.

Fomos até o parque o fica o Lago do Amor. Diz a lenda, que depois que você vai até ao lago, você encontra seu amor verdadeiro (dedinhos cruzados e muito pensamento positivo). Mas mesmo sem a lenda, o parque é incrível! Quem vai a cidade com mais tempo, pode aproveitar por horas esse parque.

Dia 3: Bruges, Calais e Londres

No terceiro e último dia, fomos até Bruges (nos despedir) e paramos na Igreja onde fica a relíquia com o sangue de Cristo. Chegamos lá bem na hora que um casal de noivos deixava a igreja, recém casados, por ai já me emocionei! Entrar na igreja então e ver aquele objeto com o sangue do espírito mais evoluído que já passou pela Terra é algo que não tenho palavras para explicar. Chorei, me emocionei, fiz minhas preces e me senti ainda melhor.

Almoçamos de novo na praça central, mas em outro restaurante e seguimos nosso caminho de volta para casa. Passamos por Calais, onde é possível comprar vinhos ótimos com preços super camarada e pegamos o ferry de volta para Londres.

Infelizmente chegamos bem na hora que teve o atentado na London Bridge, lamentável! Mas tirando isso, nossa viagem foi perfeita, incrível, muito melhor do que eu poderia imaginar.

O que levar na mala

Como eu fiquei 3 dias apenas, foi fácil arrumar a mala. Separei as roupas e montei os looks, dia por dia, incluindo acessórios e calçados. Quando você monta por dia a mala, fica muito mais fácil. Só fica meio inviável se for uma viagem por mais de 10 dias, eu acho. Leve roupas confortáveis pois caminhada é um dos pontos altos dessa viagem, não esqueça do tênis e também de um casaquinho para a noite.

O que trazer na mala

Muito chocolate, muita cerveja, muitas rendas e muitas lembranças maravilhosas! Bruges parece que parou no tempo, o que eu achei fantástico e sim, isso é um elogio. Então você não encontra grandes redes de fast fashion em todos os cantos, como H&M, Zara e outras. Não é uma cidade para compras nesse sentido, mas em qualquer loja você encontra bom gosto e muito cuidado em deixar tudo bonito e agradável. O elegante e o clássico são a moda que se eternizou por aqui.

Olha essa rendaaaa!!!!

Extras

Algumas dicas são sempre bem-vindas né? Anota ai então:

  • Idioma: eles tem 3 línguas oficiais – Neerlandês, Francês e Alemão. Mas todos vão entender inglês de boa.
  • Moeda: Euro. Um detalhe super importante, muitas lugares não aceitavam cartão, só cash mesmo.
  • Como chegar: de trem, ônibus ou avião. Ótima opção de bate-volta ou city-break.
  • Onde ficar: se você não for de carro, aconselho a se hospedar no centro da cidade. Airbnb é outra opção que vale a pena se for estiver viajando com mais pessoas.
  • Clima: beeeeem frio no inverno (Novembro a Março) e super agradável no verão (Maio a Setembro). Em cada época Bruges tem belezas e encantamentos.

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »