Moda

Mariana Jungmann – LFW – Scoop

outubro 02, 2015 Por Camile Arndt

Junto com o London Fashion Week, acontecem vários eventos paralelos e, não menos importante. Um exemplo é o Scoop, onde apresenta designers e suas coleções a um seleto público de compradores, investidores e imprensa internacional.

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann11

Esse ano o Scoop aconteceu na Saatchi Gallery, uma galeria linda, numa região super nobre da cidade, e onde acontecerá daqui a alguns dias a exposição Mademoseille Chanel.

Pude conferir o evento e tive o privilégio de conversar com a designer brasileira Mariana Jungmann. Falo em privilégio, pois foram raras as vezes que conheci pessoas da área de moda, com tanto conhecimento de negócio, e além de tudo, com objetivos bem definidos e aquém de lucro para suas criações.

Mariana Jungmann concedeu com exclusividade uma entrevista para o blog e quero contar aqui um pouco dessa guerreira super inteligente que vem conquistando o mercado europeu com peças belíssimas e exclusivas.

Mariana Jungmann

Mariana Jungmann é de Goiânia, veio de uma familia jurídica, estudou moda em SP na Anhembi Morumbi e sua maior paixão é pela renda renascença. Tanto que aprendeu a técnica com uma rendeira no centro de São Paulo, que decidiu ensiná-la depois de muita insistência.

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann2

Por ser muito técnica e criativa, escolheu a London College of Fashion para fazer seu mestrado. E mostrando todo seu potencial, foi selecionada entre os 10 melhores estudantes para representar a LCF na London Fashion Week em 2014.

Mariana Jungamnn não parou mais. Desfilou novamente no LFW com sua marca, foi capa de jornal, virou assunto nas mídias brasileiras e também na gringa e vem vestindo personalidades mega poderosas (Bar Rafaeli é só um dos exemplos) com suas peças que misturam renda renascença, couro cortado a laser e muita leveza.

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann8

Além de todo conhecimento de moda, Mariana Jungmann é formada em direito, e um detalhe que me deixou bastante feliz é seu conceito sobre as roupas. “As roupas precisam ser usadas, precisam contar e viver uma história”. Ela tem uma visão para o couro (de carneiro ou vaca) onde 100% do animal é utilizado e também usa corantes vegetais naturais para a renda e os outros materiais. A renda é produzida sem desperdício, no ateliê ela faz o desenho das rendas, e lá em Pesqueira – Pernambuco, as rendeiras produzem e tem autonomia para criarem alguns pontos.

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann1

Mariana faz questão de comprar todos os materiais e serviços da Inglaterra, claro deixando a renda exclusivamente para o Brasil. E busca manter a tradição da renda renascença viva, mas com um toque moderno nas peças. (a renda renascença é originária de Burano, na Itália)

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann3

Mariana Jungmann não tem loja física, trabalha de acordo com os pedidos e demandas e no seu ateliê ela participa de todas as etapas de criação e também da administração da marca. Uma mulher de fibra e multitalentosa, que me surpreendeu ainda mais quando contou como fez para saber o que os seus clientes compravam e gostariam de vestir. “Trabalhei em todas as lojas de departamentos de Londres, como Harrods, Harvey Nichols, Selfridges. Só assim tinha conhecimento para saber o que meu cliente iria comprar”.

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann4

Conversar com Mariana Jungmann foi uma verdadeira aula de negócio, de moda e de sensibilidade com as peças criadas. Só tenho a agradecer pela “aula” e desejar muito mais sucesso a ela!!!

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann6

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann5

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann9

o_vestido_da_rainha_mariana_jungmann10

 

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »