Moda

Balenciaga: Shaping Fashion

junho 06, 2017 Por Camile Arndt

O Victoria & Albert museum é um dos meus favoritos em Londres! E anualmente eles expõem algo grandioso do mundo da moda. Em 2015 eu visitei a mais incrível de todas as exposições – Alexander McQueen. Ano passado eu estava com o blog paradinho e acabei não visitando muita coisa (super me arrependo). O estilista escolhido desse ano pelo V&A é Balenciaga!!!

Depois que a gente visita a exposição de McQueen, parece que tudo fica meio sem graça. Mas dessa vez eu me surpreendi, não pelo tipo de exposição em si – sem grandes tecnologias ou interação, mas pelas peças apresentadas. Incrivelmente lindas, femininas, com volumes, materiais e tecidos fantásticos. E para ser bem sincera com vocês, eu conhecia muito pouco do trabalho do Balenciaga (shame on me!)

Começamos então a falar quem foi o mestre.

Critóbal Balenciaga

Cristóbal Balenciaga Eizaguirre (1895-1972) nasceu em 21 de Janeiro, na pequena cidade de Getaria, na Espanha e desde muito novo começou suas criações formidáveis, influenciado e inspirado na sua mãe, que era costureira. (muita curiosidade em saber como era essa mulher!) Começou como aprendiz de alfaiate com apenas 12 anos e não parou mais.

Em 1919 abriu sua primeira boutique em São Sebastião, mas por conta da guerra, precisou fechar as portas e se mudar para Paris, onde explodiu para o mundo. Com criações inovadoras no que diz respeito a forma e a modelagem, Balenciaga conquistou fãs de grande renome – tais como Chanel, Dior e muitos outros que o consideram o mestre da alta costura. Ele chegou a lecionar moda, inspirando outros estilistas como Oscar de la Renta, André Courrèges, Emanuel Ungaro e Hubert de Givenchy.

A exposição no V&A

O museu está homenageando o centenário de Balenciaga com a exibição “Balenciaga Shaping Fashion”, que começou dia 27 de maio e fica aberta ao público até dia 18 de fevereiro de 2018. Podemos apreciar todo o legado e influência que esse artista deixou ao mundo da moda, com mais de 100 peças de tirar o fôlego, literalmente.

Outros museus pelo mundo também estão homenageando – merecidamente – os 100 anos desse grande artista, como o Musée Bourdelle, em Paris, com a mostra sobre o processo criativo de Balenciaga.

Confira abaixo algumas fotos e vídeos que tirei da exposição. Tinha muita gente e a luz não ajudou muito na qualidade, mas acredito que dá pra sentir o trabalho do mestre.

No primeiro andar na exposição tem toda a obra do artista, inclusive o raio x das peças, como ele estruturava as roupas para ter todo esse volume característicos de Balenciaga.



Pausa para uma leve viajada no pensamento: Isso sim eu acredito que seja moda na sua mais pura essência. Fazer uma calça jeans ou uma camiseta branca não é moda, é apenas roupa! Moda é usar a criatividade, utilizando de tecidos diferenciados, modelagens inovadoras e criar novos conceitos.

Já no segundo andar da galeria, são apresentados diversos estilistas, designers e criadores inspirados na genialidade de Balenciaga.

Victoria and Albert Museum

Cromwell Road
London, SW7 2RL

Aberto todos os dias das 10:00 as 17:45 e nas sextas-feiras das 10:00 até as 22:00.

O ingresso custa 12 rainhas.

Veja também esses posts relacionados:

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário

Translate »